13 novembro 2015

Diário de Emagrecimento - 1º mês

| |
Sei que estou atrasada, pois deveria ter postado isso a uns quatro meses atrás, mas confesso que os primeiros meses foram bem complicados. Visto que só agora estou calma e confiante o bastante para contar tudo o que vem acontecendo. O primeiro mês foi um pouco assustador, pois quando decidi que queria melhorar minha qualidade de vida, que estava cansada de ter problemas de estômago, pressão alta e insônia também tive a notícia de que estava propensa a ter diabetes.
Eu fiquei apavorada com essa possibilidade, pois tenho apenas 29 anos e segundo os médicos 112 kg era demais para qualquer um com a minha idade e altura. Foi quando eu resolvi parar de tentar coisas milagrosas, de tomar fórmulas mágicas e fazer o que eu já devia ter feito a muito tempo: Consultar um especialista. Na primeira consulta com a endocrinologista, ela me examinou, me passou uma bateria de exames e me restringiu a uma dieta de 1200 cal previamente definidas em uma dieta, sem dia do lixo. Nesta mesma semana eu também comecei o acompanhamento com o cardiologista, já que a minha pressão havia chegado a 18/6.

Agora vamos as coisas boas! 

A dieta passada pela endócrino foi restritiva, mas não foi tão desesperadora assim, pois eram 6 refeições em horários bem distribuídos, que tornaram a dieta menos sacrificante do que eu imaginava que seria. Vale ressaltar que mesmo sendo gorda eu não como tanta porcaria quanto imaginam, na verdade a dieta só me fez entender que o problema não era apenas o que eu comia e sim a quantidade do que eu comia. Essa foto aqui em cima é a prova disso, pois nela registrei minha primeira refeição em um churrasco de família, depois de começar a reeducação alimentar. Sim, eu comi apenas isso.

Nesse dia, eu não belisquei, eu não comi sobremesa e também não tomei refrigerante, mas eu fiquei satisfeita. E o melhor de tudo, eu me senti vitoriosa!

Se quiser acompanhar meu progresso no Instagram me segue lá: @todanova
E se estiver interessada na dieta passada pela médica clique aqui e aqui.
Dúvidas? Sugestões? Escreva nos comentários.

3 comentários:

  1. aaaah como eu te entendo.
    Também estou precisando perder peso pq afeta minhas costas (tenho ciática) e meu estômago está uma lástima (adquiri gastrite recentemente depois de várias crises gastrointestinais que tive várias vezes durante muitos anos) e porque tenho o colesterol altíssimo.
    Consultei uma nutriocionista e ela passou uma guia do que comer, quantidades e horários.
    O que comer nunca foi problema pra mim pq estou habituada desde pequena a comer coisas saudáveis por causa da saúde da minha avó.
    O problema são os horários, que eu não consigo cumprir, nem as quantidades.
    Há hora do jantar e almoço, ainda é suportável, café da manhã tb, o que fica difícil pra mim é de tarde, q eu fico MORRENDO de fome e chego a passar mal se não comer direito. Acabo sempre furando as porções e o que como durante o lanche.
    O outro problema é depois do jantar, pq eu deito tarde e tendo a cear.
    Acabei por desistir daquela guia. Continuo comendo saudável, já emagreci 2kilos, mas ainda preciso de uma guia direita que me ajude a emagrecer e a não passar fome.
    Eu adoraria poder frequentar um ginásio, mas para além da ciática, que me condiciona, também tenho asma de esforço e não posso fazer nada cansativo.
    Me aconselharam natação, e eu já fiz, mas todas as semanas eu ficava gripada por causa do resfriado que apanhava ao sair da piscina até o balneário.
    Enfim, to sem muitas opções :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa flor, continua tentando, não desiste não! Eu sei que é difícil, mas hoje ainda eu vou postar o relato do segundo mês e vou deixar a dieta que a médica passou para ver se ajudo mais alguém. Força, juntas a gente consegue!

      Excluir
    2. Obrigada, vou dar uma olhada ♥

      Excluir