29 abril 2015

Doce rotina

| |
Esses dias, me peguei admirando a doçura cotidiana e constatei o amor na sua forma mais singela. Não foi em fotos diárias de casais supostamente felizes no face, tão pouco em gestos exibicionistas. Foi no abraço que ganhei ao acordar, no afago ganho quando um pesadelo me fez chorar, no jantar feito sem pestanejar, e na compressa que meu amor trouxe para diminuir minha dor. Foi com carinho espontâneo e em anonimato, foi assim que eu redescobri o amor. 

Você não precisa mostrar para o mundo o quanto você é feliz por ser amado, mas você precisa mostrar ao seu amado que ele te faz a pessoa mais feliz do mundo. E com esse texto apaixonado, deixo vocês com as obras de 퍼엉 (Peoeong), um ilustrador coreano super talentoso, cujas obras revelam coincidentemente tudo o que acabei de relatar.
"O Amor vem em formas que podemos facilmente negligenciar em nossas vidas diárias . Então , eu tento encontrar o significado do amor em nossas vidas diárias e transformá-la em obra de arte "
 (Peoeong)

2 comentários:

  1. Aaaiiiin que post lindo! Amiga seu site esta TOP DOS TOPS. Demorei para arrumar um tempinho para vir aqui, mas..,, óh eu! kkkk
    Amei amei amei!

    Bjo! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain obrigada Naty!!! Vindo de você significa muito.
      Obrigada pela visita aqui no meu cantinho.
      Bjo

      Excluir